Global Cities Free ir Slavery / Cidades Globais Livres do Trabalho Escravo.

apc-global-citiesAtravés do Departamento de Sociologia, Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane – UEM Moçambique a APC Associação Projeto Cidadão, Distrito de Boane vai participar da produção de um vídeo documentário sobre diversas pesquisas na área social desenvolvidas pelo Departamento de Sociologia.

O Departamento de Sociologia da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane UEM, através da sua linha de pesquisa em “Gênero, Diversidade e Saúde” tem vindo a realizar diversas pesquisas em torno do trabalho doméstico, trabalho infantil, casamentos prematuros, entre outros, em parceria com várias universidades nomeamente, a de Bangkok em Tailândia através da Universidade de Chulalongkorn, Nottingham na Inglaterra por meio do Rigthts Lab – University of Nottingham e a Cidade do Rio de Janeiro no Brasil por meio do Centro de Pesquisa em Escravidão Contemporânea na Pontifícia Católica do Rio de Janeiro.

Atualmente as Universidades parceiras estão a trabalhar num projeto intitulado “Global Cities Free ir Slavery” / Cidades Globais Livres do Trabalho Escravo.

Trata-se de um projeto de dois anos de duração que teve o seu início em 2019, e realizado com o apoio do Human Arts Research Funding – UK.

O projeto tem por objetivo a consolidação de rede de atores e instituições governamentais e não governamentais, voltadas ao combate de diversas formas de escravidão contemporânea.

A demais o projeto reúne as Universidades e Cidades Globais parceiros e iniciativas locais que tenham por objetivo a consolidação sobre formas de exploração e submissão que afetam a dignidade da pessoa humana e ao mesmo tempo pretende fomentar a disseminação de boas práticas.

Igualmente o projeto pretende produzir um vídeo documentário realizado pelo cineasta brasileiro Luiz Eduardo Lerine, responsável pelas filmagens nas quatro cidades – parte da rede.

Em Maputo, pretende-se realizar o vídeo documentário, no mês de Agosto do corrente ano – 2021.

De modo geral o vídeo documentário tem por objetivo colher imagens das cidades envolvidas e seus arredores com vista a contextualização histórica atual da cidade de Maputo, nomeadamente alguns locais históricos tais como, Baixa da Cidade de Maputo, A Vila Algarve, a Fortaleza, o Museu da Mafalala, o Mercado Central e do Fajardo, o Centro Social Comunitário de Desenvolvimento Humano El Shaddai e a Escola Comunitária El Shaddai da APC Associação Projeto Cidadão no Distrito de Boane, algumas entrevistas com alguns docentes no meio acadêmico, ONGs e Instituições envolvidas na elaboração de políticas públicas, entrevistas com alguns participantes da pesquisa, além de iniciativas locais de combate e conscientização sobre a prática e diversas formas de escravidão contemporânea.

Da parte entre a rede de universidades se esperam, por outro lado, resultados acadêmicos diversos incluindo a publicação de artigos em revistas especializadas e de relatórios com diagnósticos sobre determinantes sociais e culturais que contribuem para a vulnerabilidade de pessoas à exploração.

Por outro lado, se espera um vídeo documentário com diversos aprendizados que podem ser utilizados como “troca de experiências” sobre boas práticas ao combate ao trabalho e estilos de vida semelhantes à escravidão.

Os principais investigadores Global Cities Free ir Slavery / Cidades Globais Livres do Trabalho Escravo e Estilos de Vida Escravo destacam-se:

1) Prof. Doutora Rehana Capurchande,
Departamento de Sociologia;

2) Prof. Doutor Carlos Cuinhane,
Departamento de Sociologia;

3) Prof. Doutora Lurdes Rodrigues,
Departamento de Linguística e Literatura;

A Universidade Eduardo Mondlane – UEM é uma instituição de ensino superior pública moçambicana, que tem a sua reitoria instalada na cidade de Maputo.

A APC Associação Projeto Cidadão foi escolhida e convidada pelas ações realizadas na área de consolidação sobre formas de exploração e submissão que afetam a dignidade da pessoa humana e ao mesmo tempo que trabalha na disseminação de boas práticas, pela transformação e impacto social. Implementação do serviço de inclusão produtiva, onde as comunidades são empoderadas através da profissionalização / aquisição de habilidades que lhes permitam criar uma base (negócios) para o auto-sustento ou aceder ao mercado de trabalho, além da educação de qualidade e saúde integral e pelas iniciativas de combate e conscientização sobre a prática e diversas formas de escravidão contemporânea.

A Associação Projeto Cidadão – APC é um movimento de valorização, promoção, mobilização e conscientização missionária, internacional e interdenominacional de cunho cristão, civil, de caráter social, educacional, cultural, assistencial, filantrópico e humanitário que tem como objetivo principal mobilizar pessoas de diferentes nações para o trabalho voluntário, promoção de cidadania e a obra cristã missionária, servindo às igrejas e a sociedade, criando oportunidades de trabalhos em missões a curto, médio e longo prazo em diferentes áreas, pontos e lugares.

Venha com a APC Moçambique fazer Missões, Evangelismo e Desenvolvimento Comunitário de forma diferente, criativa e inovadora, comprometida, responsável e de grande impacto e transformação social.

“E tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai”.

 

Fazendo Jesus Conhecido Através da Convivência e Serviço.

FACEBOOK: https://www.facebook.com/projetocidadao.org/

Web Site: www.projetocidadao.org

E-mail: contatos@projetocidadao.org

WhatsApp e Telefone: 00 258 8264 46 233